Cap[01] - Essência e Magia - Conhecendo os Aspectos da Realidade

Capítulo: A Fonte e Seus Aspectos

Uma energia presente em todas as partes do universo, toda a matéria orgânica viva, morta ou objetos inanimados, componentes naturais, até mesmo no próprio espaço e tempo essa energia está presente. Energia esta que vem de fora do espaço tempo, de um lugar longe das leis espaciais, onde os padrões do tempo é escasso.

Este lugar fora das lógicas do universo de onde vem toda essa energia é chamado de Woza, também conhecido com o Nada, o Vazio ou o Abismo, o criador de tudo e de todos esta lá, adormecido, até o fim dos tempos, quando irá despertar novamente.

Essa energia é chamada de Essência, ela está presente em cinco aspectos, sendo o primeiro e mais importante, a essência de Woza ou Abismo a essência de criação e destruição, a energia capaz de tudo, até mesmo de se converter em outro aspecto da essência, essa é uma essência bem profunda e misteriosa, pois não é possível distinguir seus limites. Essa essência quando está visível é possível perceber sua com preta, que representa a união de todas as cores, pois sendo assim, da cor preta pode ser retirada qualquer cor. Woza foi responsável pelo nascimento primeira centelha de Shulga.

Shulga ou Tempo é a essência que rege as leis que determina o início, meio e fim, o tempo em si não existe, mas a quarta dimensão espacial sim, esta dimensão guia as outras três, e não costuma ter ramificações, somente quando é criado um paradoxo, os paradoxos rompem as cordas temporais, e só assim, surgem ramificações. Shulga assim como Woza, também é uma essência bem misteriosa e difícil descobrir seus limites e capacidades. Essa essência quando está visível se parece com uma fumaça e é possível perceber claramente sua cor branca, mas ela não emite luz e nem calor, só a sua presença causa influência no lugar onde ela está, como envelhecer décadas de anos em uma pessoa, com poucos segundos de contato com essa fumaça, seus cabelos, unhas surgindo e sua pele perdendo o brilho juvenil. Shulga misturada com a essência de Woza foi capaz de criar Palla.

Palla ou Espaço é a essência que rege as leis que determina a geografia de todos os cantos do universo, o espaço em si, é como um tecido, que é forçado a se esticar até se romper por completo. Esta essência é capaz de gerar luz, radiação, teletransporte, gravidade entre outras coisas, esta essência tem um contato muito intimo com a matéria do universo, e se algo ser capaz de tocar esse tecido, ele ira se mover como a superfície da água quando uma gota cai sobre ela, e toda a matéria orgânica ou não, presente naquela superfície, pode ser completamente dilacerada, pois este tecido é a base da realidade, se ela sofre dano, a realidade que sofre as consequências. Este tecido por estar sob pressão, pode se romper em qualquer lugar, com buracos de todos os tamanhos, estes buracos vão se acumulando pelo espaço, até o final dos tempos. Palla misturado com a essência de Shulga foi capaz de criar as primeiras centelhas de Ayla.

Ayla ou Elemento é a essência da natureza, que tem várias formas, as quatro principais são a forma do Fogo, Água, Terra e Vendo, mas também toda a matéria que não apresenta vida, é completamente composta por essência de Ayla. A Essência da natureza é a que mais interage com a realidade e todos que vivem nela, esta energia se alimenta da essência de vida das pessoas após suas mortes, e durante a gestação, o selo da mulher consome a essência de ayla, convertendo em essência de vida para alimentar o espirito de seu novo filho. Esta essência quando está visível se comporta como o elemento que ela representa naquele momento, e suas cores podem variar, como vermelho para o fogo ou marrom para terra, mas quando esta essência está em sua forma pura, ou seja, não representa elemento algum, ela tem a cor verde. Ayla se misturou a essência de Palla e assim surgiu a primeira essência Keus, ou, Essência de Vida que o universo já viu.

Keus ou Vida é a essência de vida, que pode ter diversos níveis de intensidades, esta energia pode ser chamada também de alma ou espirito, chacra ou ki, motivação ou vontade, esta essência é a energia que percorre o corpo de cada ser vivo. Esta essência quando visível pode conter cores diversas, de acordo com a linhagem sanguínea, raça, espécie, técnica entre outras coisas, mas quando esta essência está em sua forma mais pura, se parece com uma chama de cor azul.

Conhecendo os cinco aspectos da essência, pode perceber-se que uma descende da outra, onde todas vieram de Woza, pois tudo que existe veio de lá. Essa energia que tanto falamos, é composta com de infinitas cargas quânticas que reagem de forma aleatória, sem padrões ou sequências, elas piscam e se mudam de lugar, as vezes se teleportam de um lugar para o outro, podem geram cópias idênticas ou de cargas opostas. Se fosse possível observar bilhões destas cargas juntas, veríamos cordas, as mesmas cordas que tecem a nossa realidade. E se fosse possível observar alguns trilhões destas cordas, veríamos que elas se entrelaçam e formam um tecido, este tecido é o espaço. Estas cordas também são as responsáveis por dar forma aos fótons, elétrons e quarks, e até mesmo os bósons de Higgs, formando então tudo que conhecemos.

As cargas quânticas que falamos no parágrafo acima, podemos chamar também de cargas de essência, que seria o termo mais adequado, e não é possível medir a capacidade de geração de energia de uma única carga desta, concluindo assim que, uma cargas de essência tem potência infinita, sabendo ativa-la seria possível destruir quilômetros de distância, um continente inteiro ou quem sabe até mesmo transformar todo um sistema solar em poeira de forma instantânea, já que as cargas de essência não seguem as leis temporais, mas da mesma forma que uma carga de essência seria capaz de tal catástrofe, ela também poderia reverter o mesmo sistema destruído, ou criar um novo.

Tudo é possível para uma carga de essência, mas elas apenas vagam aleatoriamente em grupos, e um grupo pequeno destas cargas, com cerca de cem mil a um milhão delas, formam as Fibras de Essência, é juntando centenas ou milhares destas fibras, se forma uma centelha de essência, que só então passa a se identificar de algum aspecto da essência, podendo ser Woza, Shulga, Palla, Ayla ou Keus.

 

Notas do Autor: Se observar algum erro ortográfico, me enviem uma mensagem privada para que seja corrigido, obrigado. Deixem o Like no coração aqui em baixo.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

*Regra para Novo Personagem* Esta regra se aplica igualmente, independente que seja o primeiro personagem na mesa ou que já tenha tido algum que morreu ou desistiu de jogar com ele. Ao criar um person